Skip to content

Facebook Ads em 2021: como usá-los para crescer a sua marca

Artigo por Thomas J Law

O Facebook Ads é uma ferramenta essencial para o sucesso de qualquer negócio – mas pode ser um enigma para quem não sabe muito bem como a plataforma funciona.

Aliás, uma das dúvidas mais comuns entre os empreendedores e empreendedoras que querem saber como anunciar no Facebook é: quanto custa anunciar com o Facebook Ads?

Bom, depende.

Como o Gerenciador de Anúncios do Facebook trabalha com diversas variáveis diferentes, os anúncios podem custar algo como R$ 3,00 por clique ou até R$ 400,00 por clique.

Por isso mesmo, é importante saber exatamente quanto você pretende gastar – e quanto você pode lucrar com o Facebook Ads.

Neste artigo, vamos mostrar como anunciar no Facebook, explicar como o Facebook Ads funciona e mostrar algumas estratégias para reduzir os gastos na plataforma.

Dica exclusiva: Está precisando de uma ajuda com o controle financeiro empresarial da sua loja e com as finanças pessoais? Dá uma olhada aqui no blog; temos conteúdos exclusivos sobre o assunto!

Se você quiser saber mais sobre as formas de pagamento no Facebook Ads, dá uma conferida na página de ajuda da plataforma.

(Dica do Oberlo: quer vender pelas redes sociais? Comece agora o nosso curso gratuito Marketing Digital, com Michelle Jakobs).

Facebook Ads: quanto custa anunciar em 2021?

Alguns estudos feitos pela WordStream e pelo AdEspresso indicam que o custo médio para anúncios Facebook fica entre R$ 2,00 e R$ 12,00. É possível também trabalhar com um custo menor, na casa dos centavos – mas tudo vai depender do tipo de anúncio e dos resultados que você deseja obter.

Você provavelmente deve lembrar que lá em 2020 o preço da publicidade paga no Facebook atingiu o menor valor da história. Isso aconteceu porque, como forma de organizar a gestão de negócios, diversas marcas e lojas precisaram optar por reduzir os gastos com publicidade paga.

Ainda que os números de 2020 tenham indicado um crescimento considerável no número e  no volume de compras online por parte dos consumidores, tudo indica que a tendência de reduzir a publicidade paga deve se manter.

Dica exclusiva: Vem dar uma olhada nos nossos 11 dados sobre o e-commerce no Brasil para montar uma estratégia de vendas imbatível!

O que é Facebook Ads?

Vamos começar com algumas noções básicas sobre o Facebook Ads e o Gerenciador de Anúncios da plataforma.

O Facebook Ads é a plataforma interna de publicidade do Facebook. Além de contar com recursos completos como o Gerenciador de Anúncios, o Facebook Ads permite criar um anúncio do zero, definir o público-alvo que deverá receber aquele anúncio e ajustar outras configurações essenciais para uma estratégia de segmentação de mercado.

Como funciona o gerenciador de anúncios: 2 pontos importantes

1. O Facebook Ads funciona no sistema de leilão de anúncios

O objetivo do Facebook não é bombardear os usuários com anúncios e publicidade paga, pois isso só vai fazer com que as pessoas passem a evitar o site.

Por isso, o sistema implementado pela plataforma tenta limitar o número de anúncios que cada usuário vê quando acessa sua conta via smartphone, tablet ou computador.

Ou seja: há um espaço limitado para anunciar, então não dá para simplesmente criar uma conta no Gerenciador de Anúncios e começar e comprar todos os espaços de publicidade que você quiser.

Na verdade, o Facebook Ads funciona de acordo com um sistema de leilão de anúncios, onde todos os interessados precisam dar lances pelo espaço/tamanho do anúncio que desejam utilizar; e o lance mais alto, claro, vence.

2. Sempre há concorrência pelos lances

O leilão de anúncios é concorrido, mas é importante lembrar que você não estará competindo apenas com marcas e lojas do mesmo nicho que o seu – mas sim com todos os outros nichos que têm um público-alvo semelhante.

Isso significa que, se você tem uma loja de moda feminina e o seu nicho é o de roupas para prática de yoga e/ou roupas desenvolvidas de modo sustentável, você terá que competir com marcas de cosméticos sustentáveis, estúdios e academias de yoga, lojas que vendem vitaminas e por aí vai.

O que define o custo dos Facebook Ads?

Como a gente mencionou antes, existem diversas variáveis que ajudam a definir o valor total gasto com o Facebook Ads. Contudo, é possível usar o valor do lance e o seu orçamento pessoal para definir ou ao menos estimar com maior precisão o custo total com os anúncios Facebook.

O lance é o valor que você pretende usar nos leilões de anúncios; o orçamento é a quantia total que você pode gastar em um conjunto de anúncios ou em uma campanha.

No Facebook, existem dois tipos de orçamento:

  • Orçamento diário: a quantia que você pode gastar todos os dias.
  • Orçamento total: a quantia que você pode gastar ao longo de toda a campanha.

Anúncios Facebook: mudanças em 2021

Anúncios Facebook: mudanças em 2021: computador com o logo do facebook

Também é importante lembrar que o ano de 2020 trouxe algumas mudanças bem importantes para o Facebook Ads, que afetam diretamente a forma como os anúncios Facebook são exibidos e criados.

Aqui estão as três mais relevantes:

O novo Business Suite: o Business Suite veio para substituir o Business Manager. Com ele, é possível gerenciar as suas contas do Facebook e do Instagram em um só lugar e criar posts, publicar novos anúncios e coletar estatísticas exclusivas.

Mudanças na política de privacidade da Apple: o lançamento do iOS 14 trouxe uma reformulação na política de privacidade da Apple, e as mudanças que agora entraram em vigor têm um impacto bastante significativo no Pixel Facebook e na forma como ele consegue acompanhar e monitorar o comportamento dos usuários.

Adeus, regra dos 20%: alguns sites de tecnologia começaram a noticiar que o Facebook está perto de banir a regra dos 20% – onde uma imagem publicitária só poderia ser devidamente utilizada como anúncio caso tivesse, no máximo, 20% de texto. No entanto, é provável que a recomendação de tamanho deva se manter para futuros anúncios Facebook.

Facebook Ads: 6 fatores que influenciam o custo dos anúncios Facebook

Agora que já conversamos um pouco sobre todos os elementos essenciais para quem quer saber como anunciar no Facebook, é hora de mostrarmos os fatores que influenciam o custo dos anúncios Facebook no Gerenciador de Anúncios.

Facebook Ads: 6 fatores que influenciam o custo dos anúncios Facebook: gráfico azul

1. O público-alvo dos anúncios Facebook

Você talvez tenha que pagar mais caro se quiser anunciar para determinados públicos com marcadores demográficos específicos, especialmente aqueles que são altamente populares em diversos nichos diferentes.

Nesses cenários, uma estratégia mais interessante pode ser a de reduzir o tamanho do seu público-alvo e, dessa forma, reduzir a concorrência – só tome cuidado para não criar públicos-alvo muito pequenos, pois talvez seja difícil encontrar anúncios disponíveis para compra.

2. Seus objetivos de campanha

Sempre que você criar um novo anúncio no Gerenciador de Anúncios, o Facebook perguntará qual é o seu objetivo de marketing: aumentar o brand awareness? Aumentar o engajamento e ganhar seguidores no Facebook? Gerar novos leads? Ganhar mais visualizações?

O objetivo escolhido terá um impacto significativo nos seus custos com o Facebook Ads – e, por isso mesmo, é importante lembrar que as conversões geralmente custam mais do que cliques.

Ou seja: gerar mais vendas costuma ser um objetivo mais caro do que promover a marca, por exemplo.

3. A concorrência

Faz sentido, né? Afinal de contas, o Facebook Ads funciona de acordo com a lei da oferta e da procura. Isso significa que quanto maior for o número de marcas tentando anunciar para o seu público-alvo, maiores serão os valores envolvidos no leilão de anúncios.

Para se programar bem e tentar garantir um bom resultado, vale a pena dar uma avaliada na concorrência, descobrir quem são as principais marcas, as quantias que elas costumam gastar em lances e qual é o alcance de cada loja.

4. A data/o horário de publicação

Quanto mais movimentada for a data, maior a concorrência.

Em outras palavras: comece a se preparar desde já para a Black Friday Brasil, a Cyber Monday e outros feriados 2021 relevantes para o comércio.

Também é importante tentar fugir dos horários de pico, pois eles terão custos mais altos de publicidade. O ideal é encontrar aqueles minutinhos de ouro antes ou logo depois dos horários de pico e garanti-los assim que possível.

Dica exclusiva: Dá uma conferida na nossa tabela com os melhores horários para postar nas redes sociais!

5. O posicionamento de anúncios no Gerenciador de Anúncios

Existem diversos posicionamentos de anúncios disponíveis para empreendedoras e empreendedores interessados em como anunciar no Facebook.

O posicionamento de anúncios no Gerenciador de Anúncios: modelos do Facebook

Aqui vai uma lista completa com todas as possibilidades:

6. Sua pontuação na métrica de relevância

A pontuação de relevância é uma das muitas métricas utilizadas pelo Facebook, projetada especificamente para avaliar a relevância dos seus anúncios Facebook em relação ao público-alvo selecionado.

De modo geral, a métrica sobe sempre que os usuários do Facebook mostrarem algum tipo de engajamento com os seus anúncios – e desce sempre que sinalizarem que aquele anúncio não é relevante.

Lembre-se: quanto melhor for a sua pontuação, maiores as chances de que o algoritmo do Facebook favoreça os seus anúncios.

7 estratégias para reduzir o custo dos Facebook Ads

Já ficou claro o que precisa entrar na sua conta na hora de planejar os seus próximos passos no Facebook Ads, certo?

Então agora vamos dar uma olhadinha em como reduzir o custo dos anúncios Facebook para não terminar o mês no vermelho e garantir um bom ROI.

1. Faça testes A/B antes de lançar seus anúncios Facebook

O teste A/B é um aliado importantíssimo para quem quer saber como anunciar no Facebook.

A ideia por trás desse modelo de teste é simples: testar uma campanha para descobrir qual dos anúncios apresenta um melhor desempenho. Para isso, você pode criar um mesmo texto promocional e modificar a imagem – ou então manter a mesma imagem nos dois anúncios e fazer algum ajuste no texto da legenda.

Depois, é só acompanhar os relatórios para ver qual variante vai fazer mais sucesso entre o seu público.

Aliás, vale a pena elaborar uma estratégia de publicidade que sempre inclua uma etapa de testes A/B antes da divulgação oficial da campanha de anúncios Facebook. Dessa forma, você consegue garantir que os seus investimentos sejam utilizados da melhor forma possível.

Gostou? A página de ajuda do Facebook vai te explicar como configurar um teste A/B na sua conta.

2. Concentre-se em um objetivo por vez

A primeira coisa que o Gerenciador de Anúncios do Facebook vai perguntar quando você começar a criar um novo anúncio é: qual é o seu objetivo?

Como a gente viu na seção anterior, os objetivos por trás de uma campanha de anúncios podem variar (e muito) de acordo com as particularidades e prioridades de cada negócio; mas, qualquer que seja o objetivo, é importante que toda a sua campanha esteja alinhada com a sua meta.

Isso é especialmente importante porque muita gente costuma achar que dá para economizar dinheiro e garantir bons resultados combinando dois objetivos em uma só campanha. Na verdade, isso só vai gerar mais dor de cabeça – e aumentar o custo total da operação.

Lembre-se: cada objetivo delimitado no Gerenciador de Anúncios representa uma prioridade diferente e, portanto, trabalha com variáveis e recursos diferentes.

Por isso mesmo, o ideal é se concentrar em um objetivo por vez – e garantir que as imagens, as mensagens e os públicos-alvo sejam os mais específicos possíveis.

Se você quer trabalhar com mais de um objetivo por vez, é melhor criar mais de uma campanha de anúncios no Facebook Ads.

3. Cuidado com a métrica de frequência dos anúncios Facebook

O Facebook Ads utiliza a métrica de frequência para determinar quantas vezes um usuário visualiza o mesmo anúncio.

Só existem dois motivos que justificam uma frequência relativamente alta de visualização de anúncio:

  • A sua marca não está conseguindo alcançar novos usuários;
  • Os usuários que estão visualizando os anúncios não estão entrando no funil de vendas e, portanto, a conversão não está sendo realizada.

É claro que alguns clientes precisam receber o anúncio uma, duas ou até três vezes antes de decidirem realizar a compra; contudo, é bom ficar de olho para que esse número não comece a ficar cada vez mais alto.

Afinal, quanto maior a frequência de visualização, menor o engajamento, os cliques e as conversões – e maior os custos que você vai ter com o Facebook Ads.

Percebeu que a métrica de frequência está subindo? Acesse o Gerenciador de Anúncios para ajustar, pausar ou simplesmente cancelar a campanha em questão antes que o prejuízo seja muito alto.

4. Como anunciar no Facebook: mantenha os anúncios sempre atualizados

Os seus anúncios Facebook são um pouco como os posts nas redes sociais: é sempre importante mantê-los atualizados – e é ainda melhor criar novos anúncios com certa regularidade.

Além de ajudar a manter a métrica de frequência num bom patamar, é uma boa estratégia para manter a marca relevante e com ofertas sempre interessantes.

E a melhor parte é que você vai poder reaproveitar elementos de campanhas anteriores sempre que trabalhar no Gerenciador de Anúncios, já que tudo fica salvo por lá. Desse modo, é possível selecionar um público-alvo já segmentado, reaproveitar uma mensagem já utilizada e assim por diante.

Aliás, falando em público-alvo...

5. Defina os públicos-alvo de cada campanha no Gerenciador de Anúncios

Cada uma das suas campanhas de Facebook Ads precisa ter um público-alvo especificado – pois, se você criar uma campanha para todas as pessoas que compõem o seu público, vai acabar gastando uma pequena fortuna na plataforma.

Lembre-se: os seus clientes e seguidores estão em estágios diferentes do funil de vendas da loja. E isso significa que os anúncios e as mensagens que eles recebem precisam também ser diferenciadas.

6. Use campanhas de retargeting e remarketing nos Facebook Ads

As estratégias de retargeting e remarketing são aliadas poderosas para tentar converter e fidelizar usuários que receberam os seus anúncios Facebook.

Com o retargeting, você pode exibir anúncios para clientes em potencial de acordo com os cookies do navegador de cada pessoa (o Facebook Pixel faz o trabalho pesado); com o remarketing, você redireciona anúncios com base nas estratégias e campanhas de e-mail marketing (nesse caso, basta a pessoa ter se cadastrado no site da sua loja ou na newsletter da marca).

Remarketing e retargeting

7. Determine um valor limite para os lances

Para encerrar a nossa lista, a estratégia mais simples para quem quer descobrir como anunciar no Facebook e manter os custos num patamar baixo: determinar um valor limite para os lances no leilão de anúncios.

Dessa forma, você evita surpresas desagradáveis – e evita, também, sair do orçamento.

Como anunciar no Facebook: conclusão

Os custos envolvidos na criação e divulgação de anúncios via Gerenciador de Anúncios do Facebook podem variar bastante dependendo do seu nicho, do posicionamento do anúncio e do público-alvo com o qual você deseja trabalhar.

Contudo, é possível adotar algumas estratégias para reduzir esses custos – e esperamos que este post possa ser o seu guia!

Resumo: estratégias para Facebook Ads

Existem 6 fatores que influenciam o custo dos anúncios Facebook:

  1. O público-alvo dos anúncios Facebook
  2. Seus objetivos de campanha
  3. A concorrência
  4. A data/o horário de publicação
  5. O posicionamento de anúncios no Gerenciador de Anúncios
  6. Sua pontuação na métrica de relevância

E não podemos esquecer as 7 estratégias para reduzir o custo dos Facebook Ads:

  1. Faça testes A/B antes de lançar seus anúncios Facebook
  2. Concentre-se em um objetivo por vez
  3. Cuidado com a métrica de frequência dos anúncios Facebook
  4. Como anunciar no Facebook: mantenha os anúncios sempre atualizados
  5. Defina os públicos-alvo de cada campanha no Gerenciador de Anúncios
  6. Use campanhas de retargeting e remarketing nos Facebook Ads
  7. Determine um valor limite para os lances

Quer saber mais?

Conteúdos relacionados