Como usar o Google Trends: 9 dicas para empreendedores

Nicole Martins Ferreira Configurar loja

9 minutos comentários

Você sabe como funciona o Google Trends e como ele pode te ajudar a gerar mais tráfego?

Muita gente acha que o Google Trends é só mais uma ferramenta de SEO, mas a verdade é que, para quem trabalha no e-commerce e no dropshipping, o Google Trends pode ser um aliado importante na hora de descobrir novas tendências de produtos e nichos – e pode até revelar algumas informações importantes sobre a presença virtual da concorrência.

O post de hoje vai mostrar como usar o Google Trends para otimizar o desempenho de uma loja virtual. Para isso, vamos discutir:

  • como encontrar novos produtos;
  • como usar a ferramenta para avaliar o desempenho do canal da marca no YouTube;
  • como localizar novas oportunidades de publicidade;
  • e muito mais.

Descubra milhares de produtos para começar a vender online. Sem compromisso nem cartão de crédito.

Tenha Oberlo agora. É de graça.

O Google Trends é uma ferramenta de busca que avalia a popularidade do termo buscado, o que faz dele o recurso perfeito para determinar se uma tendência está ou não em alta. Para otimizar o processo de busca e gerar resultados mais detalhados, o Trends também oferece listas de “Assuntos relacionados” e “Consultas relacionadas”.

Se você está pensando em abrir uma loja virtual ou remodelar o e-commerce no qual está trabalhando, vale a pena usar o Google Trends para descobrir novos nichos em ascensão.

Sempre que você buscar por um novo nicho no Trends, lembre-se de alterar o período de “Últimos 12 meses” para “2004-presente”. Dessa forma, você poderá ver com mais detalhes o crescimento gradual ou o declínio de interesse por parte do público.

Usar o Google Trends para buscar nichos de mercado

A busca por tapetes de yoga, por exemplo, teve um crescimento considerável entre janeiro e abril deste ano – o que corresponde ao início e à expansão da pandemia do coronavírus no Brasil e no mundo; foi nessa mesma época, como sabemos, que muita gente começou a trabalhar de casa e passou a se exercitar também em casa.

No entanto, esse aumento astronômico também pode indicar que o nicho de tapetes de yoga eventualmente terá uma queda brusca no interesse: passado o pior da pandemia, os estúdios de yoga e as academias devem reabrir e as pessoas voltarão a frequentar esses espaços.

Por isso, vale a pena buscar também um nicho mais estável, como por exemplo o de moda feminina.

Como usar o google trends para buscar nichos de mercado

Ainda que o resultado gerado pelo Google Trends mostre pequenas alterações ao longo do tempo, dá para ver que o nicho de roupas femininas é razoavelmente estável. Aliás, esses aumentos repentinos de interesse podem estar relacionados a buscas ou tendências sazonais, como roupas para o verão, tendências em cortes ou modelos específicos.

O ideal mesmo é passar longe de uma tendência passageira, como esta aqui embaixo:

Google Trends e fidget spinners

Sim, é verdade que os fidget spinners foram uma febre e venderam muito por um pequeno período de tempo lá em 2017. Mas, desde então, o interesse pelo produto é praticamente nulo – o que significa que não vale a pena investir nessa ideia para a sua loja.

2. Buscar categorias de produto relevantes

Vamos supor que você criou uma loja virtual de nicho para vender apenas cílios postiços. Depois de conquistar um sucesso considerável com esse produto, você está cogitando a possibilidade de expandir a marca para incluir também outros itens relacionados.

Para encontrar novas ideias de produto, então, você pode acessar o Google Trends, digitar “cílios postiços” e dar uma olhadinha não no gráfico, mas sim na aba Assuntos relacionados:

Como usar o Google Trends e os Assuntos relacionados

Alguns resultados são bem interessantes, e mostram possíveis ideias de produto como delineadores, sombras e batons. Por mais que não sejam itens automaticamente relacionados a cílios postiços, esses itens fazem parte do nicho maior de produtos cosméticos, e podem ser incluídos sem grandes problemas numa loja que já trabalha com um produto estético.

Cuidado: alguns assuntos relacionados nem sempre são tão relacionados assim ao tema que você digitou lá em cima. Na imagem acima, “resenha” é um que não faz sentido para o que você está buscando – mas quem sabe não dá para pensar em criar um post no blog da loja fazendo resenhas dos produtos vendidos?

Vamos usar um outro exemplo prático como o que criamos acima para facilitar as coisas.

Imagine que você está vendendo leggings na sua loja – um produto que também apresenta uma demanda constante –, mas você está querendo otimizar as campanhas de marketing e melhorar as descrições de produto para chamar mais gente até o site.

Para encontrar as palavras-chave certas, vale a pena consultar a aba Consultas relacionadas do Google Trends, que aparece ao lado da aba Assuntos relacionados:

Como usar o Google Trends e as Consultas relacionadas

Das 25 consultas relacionadas, algumas serão inúteis; outras estarão veiculadas a marcas oficiais, como a Adidas; mas algumas outras podem ser interessantes.

Há, por exemplo, uma tendência em buscar como usar calças leggins: como compor looks, como usar fora da academia e muito mais. Além disso, há um interesse especial por leggings que imitam o aspecto das calças jeans, o que pode indicar um novo produto com potencial de venda.

4. Criar campanhas de marketing para anunciar tendências específicas

Ao longo do ano, alguns meses terão maior movimento de vendas, e outros serão marcados por uma queda repentina de movimento e/ou interesse por parte do público da loja.

Nos meses de maior movimento, a concorrência aumenta e a competitividade de preços também; mas, nos meses de menor movimento, você pode aproveitar para buscar novas ideias de produto ou procurar novas tendências sazonais.

As tendências sazonais, geradas muitas vezes como reflexo das estações do ano ou de feriados específicos, desempenham uma função crucial no sucesso de qualquer loja virtual.

Vamos retomar um exemplo que falamos ali em cima: uma loja que vende produtos para o verão. Nesse caso, é possível usar o Google Trends para verificar se há mesmo um interesse sazonal em biquínis.

Como usar o Google Trends para encontrar tendências sazonais

O resultado acima, que filtrou apenas as buscas realizadas nos últimos doze meses (maio/2019 – maio/2020), mostra que embora exista um interesse mais ou menos constante por parte do público, há um aumento significativo entre os meses de novembro e fevereiro, justamente o pico do verão.

Isso significa que, embora uma parcela significativa do público-alvo da loja esteja sempre buscando por biquínis, também vale a pena considerar os biquínis como produtos sazonais. Dessa forma, dá para aproveitar a estação do verão para lançar uma coleção nova ou fazer uma parceria com uma influenciadora do ramo fitness/praia e garantir uma boa exposição para a marca.

Por outro lado, não dá para confiar apenas na venda de biquínis, especialmente se você ainda não tem uma marca consolidada ou não está atuando exclusivamente nas cidades praianas. Como, então, garantir que a loja tenha um movimento mínimo mesmo durante o resto do ano?

Nesses casos, a melhor opção é buscar produtos que complementem os itens já vendidos na loja – mas que também funcionem bem se anunciados separadamente. Um bom complemento aos biquínis, por exemplo, são os óculos de sol:

Como usar o Google Trends para encontrar novos produtos

Além de serem itens com demanda constante, eles podem ser vendidos como itens complementares e também como produtos isolados.

5. Fazer atualização de conteúdo (Content Freshness)

Uma das melhores formas de potencializar o alcance de uma marca é investir em estratégias como a criação de conteúdos no blog da loja.

O blog, além de funcionar como um espaço que amplia a relação dos clientes com a marca, atua como um ponto de geração de tráfego – e dá para aumentar consideravelmente o tráfego gerado na loja com a chamada atualização de conteúdo ou “content freshness”. Nesse processo, você remove conteúdos já velhos, inclui uma ou outra atualização nos posts e republica o conteúdo no blog.

Mas… Para que serve o Google Trends dentro desse modelo?

Bom, digamos que você tem uma loja de utensílios e taças de vinho, e o blog da marca sempre traz algumas recomendações de marcas e vinícolas. Se buscarmos “vinho branco” no Google Trends, fica claro que há um pico de buscas durante os meses de dezembro e janeiro:

Google Trends e content freshness

Isso significa que o período mais indicado para realizar a atualização de conteúdo do blog é no final do ano: dessa forma, você publicará um conteúdo fresquinho bem no momento de maior procura.

6. Criar conteúdos originais sobre assuntos em alta

Na página inicial do Google Trends existe uma seção chamada “Pesquisas em alta”, que exibe os tópicos mais buscados dentro do país selecionado.

A lista é sempre bem variada e pode incluir desde nomes de celebridades até nomes de times de futebol e escândalos sociais, mas volta e meia dá para encontrar ali alguns termos compatíveis com o e-commerce.

Na semana do dia 24/05, por exemplo, o tópico “Dia Nacional do Café” tinha mais de 50 mil pesquisas – um tópico excelente para uma loja que já vende xícaras ou cafeteiras:

Google Trends e assuntos em alta

Naquela mesma semana, no entanto, a busca que ocupava o primeiro lugar era o novo iPhone SE.

Com mais de 100 mil pesquisas, o termo mostra que existe espaço de busca também para lojas que vendem acessórios complementares (como capas, cases e carregadores) e blogs que fazem reviews e unboxings:

como usar o Google Trends para buscar oportunidades de conteúdo

Você também pode utilizar esses termos para criar hashtags exclusivas no Instagram e no Twitter e ampliar o alcance dos conteúdos da marca.

7. Localizar oportunidades regionais ou locais

Um dos recursos mais legais do Google Trends é a possibilidade de monitorar as tendências de busca por país e por estado. Isso permite que você encontre oportunidades de negócios mais relevantes – e, claro, crie campanhas segmentadas de acordo com a região que está apresentando maior interesse de compra.

Se voltarmos para o exemplo dos tapetes de yoga, veremos que a busca pelo produto dentro do estado do Rio de Janeiro teve um aumento repentino no início do ano de 2020, mas já está começando a cair.

Como usar o Trends para buscar oportunidades regionais ou locais

Mas, no Paraná, a coisa está bem diferente: não só já havia uma tendência relativamente alta e constante na busca pelos tapetes de yoga, mas desde o início do ano a curva de interesse só vem aumentando.

Saber como analisar o Google Trends e os resultados exibidos

Nesse caso, é necessário saber como analisar o Google Trends e os resultados exibidos – e como incorporar esses dados às estratégias da marca. Os dois gráficos exibidos, por exemplo, indicam que uma loja de yoga terá mais sucesso se segmentar uma campanha de publicidade para o Paraná do que para o Rio de Janeiro.

8. Usar o recurso “Comparar” para monitorar a concorrência

O Google Trends também pode ser utilizado como uma ferramenta de comparação e monitoramento para avaliar o desempenho da concorrência:

Usar Google Trends para monitorar a concorrência

No caso da Natura e d’O Boticário, é interessante observar que no início de 2004 o desempenho das duas marcas era quase o mesmo. Logo em seguida, a Natura passou alguns anos com uma alta significativa – mas, desde 2016, O Boticário vem lentamente conquistando um espaço cada vez maior.

Essa comparação não precisa ocupar um espaço central na sua estratégia de crescimento, mas pode ser um complemento importante na hora de montar estratégias de publicidade e marketing; com esse recurso, afinal, dá para ficar de olho nas marcas que oferecem maior risco às vendas da loja.

Por último, vale lembrar que também dá para usar o Google Trends na hora de determinar se vale a pena investir e criar anúncios para o Google Shopping.

Vamos supor que você tem uma loja de roupas e quer começar a anunciar um novo produto: uma coleção de vestidos brancos.

Usar o Google Trends para vender no Google Shopping

Os dados coletados pelo Google Trends indicam que os picos de busca por vestidos brancos geralmente acontecem entre os meses de novembro, dezembro e janeiro. Isso significa que talvez seja interessante começar a anunciar por volta de outubro.

O Google Trends pode ser uma ferramenta importante para o planejamento e para a otimização de uma loja virtual. Além de ajudar a buscar termos relevantes para uma estratégia de SEO, o Trends também pode ser essencial na hora de criar uma campanha de segmentação e um blog de sucesso.

E lembre-se: mais importante do que saber como utilizar o Google Trends é saber como fazer uso dos dados coletados na ferramenta.

Ficou com alguma dúvida sobre como usar o Google Trends? É só deixar um comentário aqui embaixo!


Quer saber mais?

Nicole Martins Ferreira
Nicole Martins Ferreira
Nicole Martins Ferreira is a content marketer at Oberlo and experienced ecommerce entrepreneur. She’s been building online stores since 2013 and sharing her secrets with Oberlo users since 2016. Follow her on Twitter @nicolemarfer.