O que é teletrabalho? Um guia completo para 2021

Lais Schulz Dicas de Marketing

10 minutos comentários

O teletrabalho, também conhecido como trabalho remoto, ganhou destaque em 2020 devido à crise do coronavírus. Entretanto, tudo indica que diversas empresas do mundo todo devem adotar permanentemente esse regime de trabalho, mesmo após a normalização das atividades.

Ou seja: o teletrabalho, assim como o modelo de trabalho home office, veio para ficar.

Você ainda tem dúvidas sobre o que é teletrabalho e o que a nova CLT diz sobre ele? Está precisando de algumas ideias sobre como trabalhar de forma remota?

Então é só continuar lendo o artigo para descobrir mais!

Descubra milhares de produtos para começar a vender online. Sem compromisso nem cartão de crédito.

Tenha Oberlo agora. É de graça.

O que é teletrabalho?

O que é teletrabalho?

O teletrabalho, ou trabalho remoto, é um modelo de trabalho à distância – ou seja, onde o trabalhador não precisa se deslocar até a sede da empresa para trabalhar e pode, portanto, adotar o regime de home office. 

A jornada de trabalho é normal: a única diferença é que o trabalho em si pode ser feito de basicamente qualquer lugar, desde que tenha uma boa conexão com a internet. As reuniões, quando acontecem, ocorrem por meio de videoconferência.

Em resumo: o regime de teletrabalho permite que o colaborador execute suas funções fora de um escritório tradicional, uma vez que essas funções não precisam ser executadas em um local específico.

Ah, só tome cuidado para não confundir teletrabalho com trabalho externo. Trabalhadores externos são aqueles nos quais os profissionais precisam se deslocar para fora das dependências da empresa para realizar seus serviços, como representantes comerciais, encanadores, eletricistas, etc.

O que é teletrabalho na CLT x trabalho como freelancer

O que é teletrabalho na CLT x trabalho como freelancer

O teletrabalho, que foi regulamentado recentemente, também não é a mesma coisa que trabalhar como freelancer para uma empresa.

A grande diferença está nos direitos trabalhistas. Quando uma empresa contrata um freelancer, por exemplo, ela não se responsabiliza pelas férias do trabalhador e nem mesmo por outros benefícios que geralmente são oferecidos a um funcionário em regime CLT.

Freelancers não ganham férias, décimo terceiro ou licença maternidade/paternidade das empresas para as quais prestam serviços, pois não há vínculo empregatício entre o profissional e a empresa. Um trabalhador contratado através do regime da CLT, por outro lado, tem direito a todos esses benefícios.

Capisce?

Bom, agora que você já entendeu o que é teletrabalho – e o que não é –, chegou a hora de entender o que a nova CLT diz sobre ele.

O que diz a nova CLT sobre o teletrabalho?

A Reforma Trabalhista (Lei 13.467/17), popularmente chamada de nova CLT, regularizou alguns aspectos do teletrabalho:

  • O regime de teletrabalho só poderá ser adotado caso ambas as partes – empregador e empregado – concordem;
  • A ida ocasional do trabalhador à empresa não descaracteriza o regime de teletrabalho;
  • Caso seja da vontade do empregador, ele pode exigir que o funcionário retorne ao regime de trabalho presencial. Nesses casos, o trabalhador tem um prazo de 15 dias para retornar.

Basicamente, estes foram os pontos sobre trabalho remoto abordados na nova CLT. Eles parecem vagos, eu sei, e imagino que você deva estar se perguntando sobre outros detalhes importantes para você como funcionário – ou então como você pode fazer para trabalhar de forma remota.

Bom, aqui vão algumas respostas sobre o tema.

O que preciso fazer para trabalhar de forma remota?

O que é teletrabalho e o que preciso fazer para trabalhar de forma remota?

Não há nenhum artigo na lei que obrigue a empresa a oferecer vagas de trabalho à distância, ficando, portanto, a cargo da empresa e do empregado chegarem a um acordo sobre a implementação do regime de teletrabalho.

Então, se você quer trabalhar de forma remota, é importante que fale com seus superiores e levante essa possibilidade. Caso não seja possível negociar o regime de teletrabalho com seu empregador, vale a pena considerar a possibilidade de procurar emprego em uma empresa que ofereça esse modelo de trabalho, começar a trabalhar para você mesmo, ou então atuar como freelancer dentro de um modelo de trabalho remoto.

Meu salário vai diminuir?

Na nova CLT não há nenhuma menção sobre a diferença de salário de um trabalhador presencial para um trabalhador remoto. 

Portanto, não, de acordo com a lei, seu salário não deve diminuir.

Como fica meu horário de trabalho e as horas extras?

O que é teletrabalho e como fica meu horário de trabalho e as horas extras?

Existe um capítulo inteiro na CLT que fala de questões referentes à jornada de trabalho e horas extras. Entretanto, mesmo depois da reforma, essas especificações não foram implementadas no regime de teletrabalho o que é, sem dúvidas, um dos pontos mais contraditórios da lei.

Mas, o que isso significa na prática?

Significa que, sem esse controle, você, em tese, poderia trabalhar horas a mais hoje e horas a menos no dia seguinte, sem sofrer descontos no seu salário ou nenhuma advertência.

Contudo, este é um ponto que deve ser ajustado entre empresa e trabalhado. É possível, por exemplo, considerar o uso adequado de ferramentas que possam mensurar o tempo de trabalho do funcionário mesmo que ele esteja trabalhando fora do escritório.

Também é importante lembrar que nada impede a possibilidade de firmar um contrato particular entre empresa e funcionário, que especifique a jornada e a remuneração e garanta o pagamento de horas extras.

Quem paga pelos equipamentos de trabalho?

Esta é uma outra questão que não é mencionada na reforma trabalhista, portanto, não há regulamentação que defina quem precisa adquirir e ser responsável pela manutenção dos equipamentos utilizados para realizar o trabalho.

Mais uma vez, isso vai ficar a cargo da empresa e deverá ser tratado durante o contrato de trabalho. Dessa forma, dependendo da empresa, a aquisição e a  manutenção dos equipamentos pode ser de responsabilidade tanto dela quanto do funcionário.

Vou ter direito a férias?

Neste aspecto, a reforma trabalhista não faz diferenciação entre o trabalhador presencial e o trabalhador remoto, o que significa que você tem todos os direitos que lhe são garantidos por lei: férias, 13º salário, aviso prévio, DSR…

13 ideias de trabalho remoto

Ideias de teletrabalho

Ok, você já entendeu o que é trabalho remoto e como ele funciona na prática.

Mas, se você trabalha em uma das áreas a seguir ou está pensando em mudar de carreira, vale a pena considerar uma das profissões abaixo. Elas são atividades que podem ser realizadas de qualquer lugar do mundo desde que você tenha um notebook e uma conexão à internet. 

Quem sabe você não se encaixa em uma dessas 13 ideias de teletrabalho?

1. Redação de textos

A posição de redator pode até estar na primeira posição da lista, mas isso não quer dizer que seja uma atividade fácil. Na verdade, ela está aqui porque é a primeira que me vem em mente – afinal, eu trabalho como redatora.

A ideia de que escritores não são bem pagos pode até colar para alguns, mas a verdade é que redatores de qualidade são, sim, bem remunerados. Portanto, se você possui uma certa facilidade com a escrita, vale a pena considerar essa ideia. Na maioria dos casos você não vai precisar de um curso específico, mas é imprescindível que tenha um portfólio que mostre a qualidade do seu trabalho.

2. Edição de textos

Não importa o quão bom um escritor ou redator sejam, eles sempre cometem erros ou deixam para trás uma coisa ou outra que pode ser melhorada ou expressada com maior clareza. E os editores fazem isso muitíssimo bem – se vocês lessem este texto sem edição, entenderiam!

Logo, se você tem habilidade com as palavras e consegue transformar algo que já estava bom em um produto final excelente, esta pode ser uma ótima oportunidade para você. Geralmente, empresas grandes que produzem conteúdo têm redatores e editores, então, vale a pena procurar por trabalho com elas.

3. Gestão de projetos

O que é teletrabalho e ideias de trabalho: gestão de projetos

Muitas empresas com grandes projetos precisam de gestores de projetos, que atuam como os responsáveis por organizar todas as partes de uma grande e complexa estrutura. É claro que o ideal é que você já tenha algum tipo de experiência ou uma aptidão especial para organizar cada mínimo detalhe e delegar funções. 

Você pode trabalhar como gerente de projetos na sua área de atuação, ou então procurar por empregos ou por freelas em outros nichos.

4. Engenharia de software

Aqui estamos falando de uma área de atuação bem ampla, que abrange desde o desenvolvimento de aplicativos para celular até softwares para análise de dados em empresas. Este tipo de trabalho geralmente exige alguma formação – ou portfólio, caso você seja autodidata.

5. Web designer

Webdesigner é a pessoa que cria toda a parte que vemos em um site e em uma landing page, como botões, gráficos, esquema de cores, layout, etc. Apesar de você trabalhar de forma muito próxima aos engenheiros de software e programadores, você não vai precisar se preocupar com toda a parte técnica por trás da programação.

6. Designer de UX/UI

Esta é uma profissão que cresceu muito nos últimos anos. Só para esclarecer os termos, UX significa “User Experience” (ou experiência do usuário) e UI, “User Interface” (ou interface do usuário). 

Esse profissional tem como objetivo de garantir que a experiência do usuário com o produto (site, aplicativo, etc.) seja o foco primeiro durante a etapa de desenvolvimento do software. Os designers de UX/UI, portanto, analisam elementos como: onde é melhor colocar um botão ou outro, quais as palavras que devem ser usadas, quais cores fontes vão funcionar melhor naquela página e quaisquer outros aspectos que podem melhorar a experiência ou o engajamento do usuário com um produto específico.

7. Designer de produto

O designer de produto é aquele que conecta a ideia de um produto ao produto real. Ele é responsável por criar protótipos, esboços e também por criar o resultado final. Dependendo do tipo de produto, esse profissional pode até mesmo envolver algumas habilidades do designer de UX/UI.

8. Gestão de redes sociais

Ideias de teletrabalho: gestão de redes sociais

Hoje em dia quase toda a empresa tem pelo menos um perfil em uma rede social, o que significa que muitas delas precisam de alguém para cuidar de suas contas, planejar um calendário editorial, escrever a agendar posts, interagir com os usuários e muito mais. 

Se você tem experiência com redes sociais ou sabe tudo sobre marketing nas redes sociais, esta pode ser uma ótima oportunidade para começar a trabalhar de forma remota.

9. Gestão de marketing digital

Se você é expert em marketing digital, está ligado em tudo que está acontecendo dentro deste universo e tem experiência em diversas áreas dentro do marketing (como, por exemplo, vídeo marketing ou e-mail marketing), esta pode ser a área de atuação perfeita para você. 

Assim como o gerente de projetos, um gestor de marketing digital precisa ter uma visão mais ampla de todas as partes integrantes de um projeto. É ele quem cuida dos aspectos mais gerais e delega as funções específicas para os demais profissionais (como designers de UX/UI, gestores de redes sociais, redatores…).

10. Advocacia

Sei que parece estranho, mas advogados podem, sim, trabalhar de forma remota! 

Apesar de não ser muito comum, existem áreas dentro do Direito que possibilitam que um advogado trabalhe de forma remota. Você pode oferecer serviços de consultoria aos seus clientes ou então procurar um emprego em uma empresa de tecnologia ou numa startup, que costumam oferecer vagas remotas nessa área.

11. Contabilidade

Se você possui um diploma em Contabilidade, nada impede que você realize seu trabalho de casa, considerando que a maioria dos contadores já faz grande parte do seu trabalho independente de localização. Tudo o que você precisa é de uma boa conexão com a internet.

12. Ensino

Ensino como opção de teletrabalho

Pessoas de diversas profissões podem trabalhar como professores ou instrutores. Isso se tornou muito evidente em 2020, quando as escolas precisaram se adaptar a uma nova realidade fora das salas de aula.

No entanto, isso não vale apenas para professores do ensino tradicional. Eu, por exemplo, conheço um professor de canto que ensina online e um personal trainer que também faz isso, além dos inúmeros experts que compartilham suas habilidades e repassam seu conhecimento pela internet.

Se você gostou dessa ideia, vale a pena conferir a minha lista com os melhores cursos online do momento; outra sugestão que eu te dou é buscar como criar um webinar.

13. O seu próprio trabalho

Se você percebe que já atua em uma atividade que não precisa que você se desloque até um escritório todos os dias, por que não propor isso ao seu empregador?

Eu sei que pode parecer assustador no início, mas com a brecha que se abriu devido à crise do coronavírus em 2020, muitas empresas perceberam que o trabalho remoto não é um bicho de sete cabeças.

Entretanto, se não há abertura e você sente que chegou a hora de trabalhar em regime de teletrabalho, talvez seja o momento de procurar por um emprego ou outro tipo de oportunidade em empresas que podem te oferecer essa flexibilidade.

Ficou com alguma dúvida sobre o que é teletrabalho? Quer conversar sobre o assunto? É só deixar um comentário aqui embaixo!

O que é teletrabalho e como ele funciona: um resumo rápido

  • O teletrabalho é um regime onde o empregado pode executar suas atividades em qualquer lugar, sem precisar ir ao escritório para isso.
  • A nova CLT regulamenta alguns aspectos do teletrabalho, mas não todos.
  • As empresas não são obrigadas a ofertar vagas em regime de teletrabalho, mas é possível negociar uma vaga nesses moldes.
  • O salário do trabalhador remoto permanece o mesmo, pois não há diferenciação entre o trabalhador remoto e o presencial.
  • A jornada de trabalho e as horas extras foram flexibilizadas. 
  • Na reforma trabalhista não há regulamentação específica sobre horas extras.
  • A nova CLT não menciona aquisição e manutenção de equipamentos, ficando a cargo da empresa e do trabalhador definirem essa questão.
  • O regime de teletrabalho não exclui os direitos como trabalhador (férias, 13º salário, aviso prévio…).

Quer saber mais?

Lais Schulz
Lais Schulz
Lais Schulz é escritora, fotógrafa e Nômade Digital, além de LinkedIn Top Voice (2018).