Webinar: como criar e divulgar o seu em 10 passos

Adeel Qayum Anunciar e promover

12 minutos comentários

Você sabe como fazer um webinar de sucesso?

A popularização dos webinars, cursos online e plataformas de videoconferência trouxe uma pequena revolução na forma como compartilhamos o conhecimento. Além de possibilitarem a conexão instantânea entre pessoas situadas em países diferentes, essas soluções digitais estão rapidamente se tornando parte do nosso “novo normal” – e, para muitos empreendedores buscando ideias de trabalho remoto, essas soluções estão se transformando também em fontes poderosas de renda extra e renda ativa.

Descubra milhares de produtos para começar a vender online. Sem compromisso nem cartão de crédito.

Tenha Oberlo agora. É de graça.

Webinar: uma definição rápida

Se você não sabe o que é um webinar, não tem problema: a gente explica.

Um webinar, também conhecido como webinário, é uma espécie de “aula” online que conta com um ou mais especialistas num assunto e pessoas interessadas em saber mais sobre esse assunto.

Ele pode ser transmitido ao vivo (como uma Live Instagram, por exemplo), e também pode ser gravado para ser posteriormente disponibilizado numa plataforma de cursos ou no site de uma loja virtual.

Na área do empreendedorismo, um webinar pode se transformar também em uma excelente ferramenta para coletar informações relevantes sobre consumidores e clientes – informações essas que podem, por exemplo, ser usadas na hora de criar uma newsletter mais personalizada e uma campanha mais segmentada.

Além disso, um webinar também pode ser o espaço ideal para conversar com os consumidores e clientes em potencial de uma marca, transformando o encontro em um momento no qual essas pessoas podem fazer perguntas e solucionar possíveis dúvidas sobre uma eventual compra.

No post de hoje, vamos mostrar o passo a passo de como fazer um webinar de sucesso. É só continuar lendo para saber mais!

Como fazer um webinar: Oberlo

Como fazer um webinário

1. Escolha um tópico ou tema específico 

Dá para fazer um webinar sobre absolutamente qualquer tema, mas a ideia é escolher um tópico que seja relevante e útil para o seu público-alvo.

Um exemplo: se você é especialista em marketing para e-commerce e o seu público está interessado em estratégias de publicidade para o Instagram, pode ser uma boa ideia criar um webinar só sobre a importância dos Stories e de um bom app para Stories – ou mesmo um webinar sobre como usar as hashtags Instagram para atrair tráfego e gerar vendas.

Para descobrir um tópico com bom potencial de webinar, você pode:

  • Avaliar com atenção os perfis da sua marca nas redes sociais para identificar os posts e conteúdos que tiveram maior engajamento nos últimos tempos, e então analisar a possibilidade de transformar os temas abordados nesses posts em um webinar (ou em uma série de webinars).
  • Ler com atenção as perguntas recebidas com mais frequência. Os seus clientes fidelizados – e clientes em potencial – estão sempre fazendo as mesmas perguntas? Se sim, está na hora de buscar uma solução para remediar essa situação.
  • Ampliar a estratégia de SEO da loja. As ferramentas de SEO são essenciais para garantir a geração de tráfego orgânico, mas elas também podem te ajudar e descobrir as dúvidas mais comuns dos seus clientes. Você pode consultar o AnswerThePublic, por exemplo, para identificar essas dúvidas e a partir daí formular um webinar dedicado apenas a responder perguntas.

Essa primeira etapa envolve muita pesquisa, então é importante dedicar um tempo a isso e não apressar o processo. Lembre-se também que o objetivo é criar um webinar relevante, então escolha apenas temas que você de fato domina e sobre os quais já acumulou bastante experiência.

Webinar ou webaula da Sallve

A marca de cosméticos Sallve, por exemplo, promoveu um webinar – ou “webaula” – sobre um de seus produtos com a influencer Manu Gavassi.

2. Selecione o formato do webinar

Com o tema definido, é hora de começar a estruturar o webinar: tempo de duração, formato e mais. Na hora de escolher o formato, recomendamos que você tente buscar algo que consiga, de alguma forma, complementar ou expandir a personalidade da marca.

A seguir, listamos alguns dos formatos mais populares:

Apresentação

O formato de apresentação é sem dúvidas um dos mais populares – e também o mais tradicional – que você vai encontrar por aí. Esse formato envolve, além de uma pessoa falando sobre um tópico, o uso de vídeos, slides e outros conteúdos interativos.

Se você está pensando em webinars voltados para um público pequeno, com cerca de 10 ou 15 pessoas por sessão, este pode ser o formato ideal.

Dica exclusiva: crie enquetes e perguntas interativas para incentivar o público a interagir com você, e aposte no design e no aspecto visual dos conteúdos.

Entrevista

Outra opção é convidar um especialista para discutir um tema ou então tirar dúvidas recorrentes. Um especialista pode ser alguém com certa influência na área, um profissional consagrado ou mesmo um digital influencer de nicho: o importante é que seja alguém que conheça bastante sobre o assunto a ser tratado.

Para otimizar o webinar, você pode preparar uma lista de perguntas e enviá-la para o(a) entrevistado(a) antes: assim, ele(a) vai poder se preparar com antecedência e ter todo o material necessário à mão.

Demonstração de produto

O objetivo de um webinar de produto é demonstrar como usar um produto e/ou serviço. Se for um item físico, você pode fazer uma demonstração ao vivo; se for um serviço ou uma solução online, como um software, dá para compartilhar a tela instantaneamente. Outra opção é usar uma extensão Chrome como o Screencastify para fazer uma gravação da tela, e compartilhar esse material com os participantes do webinar.

3. Escolha a plataforma do webinar

Existem dezenas de plataformas gratuitas e pagas para hospedar um webinar, mas nós vamos destacar apenas quatro:

  • O GoToWebinar é uma das plataformas mais bem-estabelecidas do mercado, e a grande vantagem é que está totalmente disponível em português – e, embora seja paga, possui um período de avaliação gratuita.
  • O Webinarcenter é uma plataforma bem funcional e possui um plano gratuito e outro pago, que custa R$ 45,00 e vem com diversas funcionalidades.
  • O Google Meet está temporariamente gratuito até o final de setembro de 2020, e costuma ser utilizado por diversas empresas e equipes.
  • O YouTube Live permite fazer transmissões ao vivo e é perfeito para um webinar, além de ser uma opção interessante para quem quer usar uma plataforma mais amigável e simples.

Você vai precisar colocar alguns fatores na balança quando for escolher a plataforma: quantos participantes o webinar vai ter? Você vai querer gravar o webinar? Qual é orçamento para isso? Vale a pena fazer um webinar sem poder customizá-lo com a identidade visual da marca?

Dica exclusiva: chame uns amigos mais próximos ou colegas de profissão e faça um webinar de teste em uma ferramenta gratuita. Use a experiência para se acostumar ao modelo, testar as funcionalidades da plataforma e verificar se a qualidade da gravação está boa o suficiente.

4. Crie a página de inscrição para o webinário

O próximo passo é criar uma página de inscrição – até porque, sem participantes, não há webinar.

Atenção: isso não é a mesma coisa que criar um site inteiro do zero, então não vai envolver a customização e os gastos envolvidos no processo de como criar um site. A página de inscrição do webinar é apenas uma página; ela vai funcionar como uma landing page para o evento, e vai existir apenas para o cadastro dos participantes.

Muitas plataformas pagas de webinar contam com a opção de criar uma página de inscrição dentro da plataforma; contudo, se você optar por utilizar uma plataforma gratuita, vale a pena considerar o Sympla, o JotForm e até mesmo o Google Forms para construir a página de inscrição.

Como fazer webinar e página de inscrição: página de cadastro do Sympla

Além do título, do horário e da data do webinar, pode ser uma boa estratégia inserir nessa página uma pequena bio sobre o palestrante (e sobre o convidado, no caso de uma entrevista).

Importante: Antes de escolher o horário do webinar, é importante levar em conta as rotinas e demandas do seu público-alvo. Como ainda tem muita gente no modelo de trabalho home office, vale a pena considerar um horário mais para o fim do dia ou mesmo durante o final de semana. Se você tem uma presença ativa nas redes sociais, faça uma enquete por lá para descobrir qual horário é melhor para os seus seguidores.

5. Escolha os equipamentos (e o espaço) que você vai usar para fazer o webinar 

Se você vai gravar o seu webinar em casa, escolha um cômodo silencioso e, se possível, mais distante da rua – assim, você evita interferências indesejadas como buzinas, alarmes e outros barulhos externos. Se você está em casa com crianças pequenas ou bichos de estimação, vale a pena fechar a porta e contar com a ajuda de um(a) parceiro(a). Essas dicas, aliás, valem também para quem está tendo que lidar com a gestão de negócios dentro do modelo de home office.

Ah, e não vai esquecer de colocar o smartphone, o tablet e outros dispositivos no modo silencioso, ok?

Outra etapa importante para quem quer saber como fazer webinar é escolher os equipamentos certos. Isso não quer dizer que você precise investir uma nota em equipamento de ponta – mas sim garantir que você tenha, ao menos, os dois itens abaixo:

  • Câmera de vídeo: antes de sair comprando uma câmera HD para acoplar ao seu computador, teste a câmera embutida que vem em notebooks e em alguns computadores. Verifique se a iluminação está boa, ou se você precisa colocar uma luminária por perto.
  • Microfone: diferente das câmeras embutidas, muitos microfones de notebook não apresentam uma qualidade muito boa; por isso mesmo, vale a pena buscar um item de qualidade e com um bom custo-benefício.

Como criar webinar: microfone e outros equipamentos

6. Crie o conteúdo do webinar

Qualquer que seja o formato escolhido para o seu webinário, não se esqueça que o objetivo primeiro é garantir que os participantes e ouvintes fiquem atentos, e não entediados.

É por isso mesmo que a criação de conteúdos para o webinar demanda muita criatividade; não tenha medo de apostar na ousadia e romper com algumas convenções, ok?

Para te ajudar, listamos algumas dicas exclusivas:

  • Se possível, crie slides e vídeos esteticamente agradáveis e em tom com a identidade visual da marca (se você ainda não fez uma pesquisa sobre isso, aliás, agora é uma boa hora para buscar o significado das cores).
  • Crie slides objetivos e concisos, com apenas uma ideia ou tópico por slide.
  • Aposte no visual, e não tanto em conteúdos escritos: busque vídeos, GIFs, animações e imagens relevantes e divertidas para complementar a sua fala e descontrair o ambiente.
  • Se você precisar usar texto, evite frases imensas: digite apenas algumas palavras e elabore a ideia verbalmente durante a fala.
  • Se combinar com o tema do webinar, tente incluir uma enquete ou uma outra atividade mais interativa no meio da apresentação. Além de dar uma quebrada na estrutura, vai descontrair os participantes e mantê-los atentos.
  • Tente trabalhar com algo entre 45 e 60 minutos de duração; mais do que isso é muito puxado, ainda mais num ambiente online.

Webinar: criação do conteúdo

Dica exclusiva: Na hora de criar seus slides, vale a pena dar uma olhada no Canva. Mesmo na modalidade gratuita, a plataforma conta com dezenas de designs e templates belíssimos para apresentações e webinars.

7. Faça um teste prático

Lembra que lá no 3º passo a gente deu uma dica falando para você chamar alguns amigos e colegas para testar a ferramenta de webinar escolhida?

Bom, agora é hora de um outro teste prático, que também pode envolver participantes externos: uma sessão de teste do webinar que você montou, com todas as suas falas, slides e vídeos. Esse é o momento para você testar tudo, cronometrar a sua apresentação para verificar se ela está dentro do tempo, verificar se os recursos de vídeo, áudio e gravação estão funcionando corretamente…

Enfim: esse teste prático é como aquele último ensaio geral antes de uma apresentação. É a sua última chance de garantir que tudo está perfeito.

Para garantir que tudo esteja de acordo com o seu planejamento, recomendamos que você tente fazer esse teste um ou dois dias antes do webinar. Assim, você vai ter tempo de ajustar o que precisa ser ajustado, e complementar o que precisa ser complementado.

8. Envie os convites e lembretes para o webinar

Como a gente disse ali em cima, não existe webinar sem participantes.

Agora que já está tudo preparado, é hora de enviar o comunicado oficial para a sua lista de e-mails e abrir as inscrições.

Crie uma mensagem que destaque os recursos e as vantagens do seu webinar, num modelo meio teaser: liste alguns temas que vão ser abordados, fale um pouquinho mais sobre o convidado (caso seja uma entrevista) – e reforce as informações importantes, como o link para acesso, o horário e a data.

9. Anuncie o webinar

Para além da lista de e-mails, também vale a pena investir em uma estratégia de publicidade mais ampla na hora de anunciar o seu webinar.

Na verdade, vale a pena encarar o webinar como um produto que você está vendendo ou como um serviço que você está ofertando; dessa forma, vai ser mais prático elaborar as estratégias para anunciá-lo.

Vejamos, abaixo, duas opções:

  • Divulgação nas redes sociais

Comece a postar com mais frequência sobre o webinar assim que você abrir as inscrições e nas duas semanas que antecederão a data do evento. Vale postar no Facebook, no Instagram, no Twitter e também no LinkedIn.

A estratégia de divulgação também pode (e deve) ser altamente visual: use os recursos do Canva para criar imagens promocionais e banners bem cativantes, monte uma hashtag exclusiva para o Instagram e o Twitter e, se combinar com a sua marca, grave um vídeo falando sobre o webinar.

  • Anúncios pagos

Se o seu bolso permitir, considere investir em anúncios pagos no Instagram, no Facebook Ads e até mesmo no Google Ads para colocar o seu webinário na frente de um público mais amplo. Outra opção é fechar uma parceria com um influenciador ou com uma plataforma relevante para o seu negócio.

Webinar: como anunciar o seu

10. Hora do show!

Agora, então, é hora de reunir todos os esforços das últimas 9 etapas e inaugurar o seu webinar.

Ah, só mais uma coisinha: a experiência não acaba quando a sessão agendada do webinar termina.

Um ou dois dias depois do evento, vale a pena mandar um e-mail de agradecimento para quem esteve presente, comunicar que o conteúdo ficará disponível via gravação no seu site (se você quiser trabalhar com essa opção) e lançar uma espécie de “pesquisa de satisfação” para saber o que funcionou, o que pode melhorar e o que vale a pena repetir.

Além de ser uma forma de fortalecer o contato com os seus clientes, esse e-mail pode funcionar como uma ferramenta para conduzir o pessoal que assistiu o webinar pelo funil de vendas da marca e transformá-los em clientes fidelizados.

Como montar um webinar de sucesso: conclusão

Como montar um webinar de sucesso: conclusão

Bom, é isso: chegamos ao fim do nosso passo a passo para montar um webinar.

A gente sabe que pode parecer um pouco desafiador, mas não precisa se preocupar: assim como quase tudo na vida, você vai aprender com a experiência, e vai melhorar um pouco mais a cada webinar.

Antes de fazermos o nosso resumo com os pontos mais relevantes do que discutimos aqui, vale a pena lembrar que o seu objetivo primeiro deve ser oferecer um conteúdo relevante e de alto valor para o público-alvo. Quanto mais satisfeitos ficarem os seus clientes, maiores são as chances de que eles voltem para novos webinars e recomendem o seu trabalho para outras pessoas.

Como criar um webinar: resumo

  1. Escolha um tópico ou tema específico
  2. Selecione o formato do webinar
  3. Escolha a plataforma do webinar
  4. Crie a página de inscrição para o webinário
  5. Escolha os equipamentos (e o espaço) que você vai usar para fazer o webinar
  6. Crie o conteúdo do webinar
  7. Faça um teste prático
  8. Envie os convites e lembretes para o evento
  9. Anuncie o webinar
  10. Hora do show!

Quer saber mais?

Adeel Qayum
Adeel Qayum

Adeel Qayum is a writer and content strategist based in Southeast Asia. He helps businesses with their online marketing endeavours, writes for top magazines and publications, and dances salsa in his free time.