Skip to content
Produtos digitais: como criar um produto digital | Oberlo

Produtos digitais: como criar um produto digital

Artigo por Time Oberlo

Você tem vontade de trabalhar sem sair de casa e ganhar dinheiro na internet? Ou será que você já tem um negócio lucrativo e está procurando formas de diversificar suas fontes de renda? Qualquer que seja o caso, vale muito a pena se informar sobre como criar produtos digitais.

A matéria-prima de um produto digital é o conhecimento que está aí guardadinho na sua mente, esperando para ser compartilhado. Afinal, tudo o que você já estudou até hoje — e ainda vai estudar — certamente será útil para muitas outras pessoas.

Se transformar todas essas informações que estão na sua cabeça em um curso ou e-book, você terá um infoproduto que gera renda passiva. Imagine como seria gostoso se esforçar bastante para desenvolver um produto e, depois, vê-lo gerando dinheiro com relativamente pouco esforço adicional da sua parte.

Quer entender como criar um produto digital e saber como vendê-lo? Então este post é para você! E se você acha que não está em condições de produzir um infoproduto, continue lendo mesmo assim, porque nós vamos falar também sobre o licenciamento de produtos digitais.

Gostou? É só continuar a leitura!

O que são produtos digitais?

Produtos digitais, também conhecidos como infoprodutos, são aqueles que estão no ambiente virtual e são comercializados por meio da internet. Esse é o caso de materiais como e-books e cursos que o cliente só pode acessar depois de pagar um determinado preço.

Vamos supor que você goste de culinária e acompanhe um canal no YouTube que trate desse assunto. Um dia a pessoa dá uma dica; outro dia ensina algum segredinho.

Só que, em algum momento, aquela pessoa lança um curso e você se interessa em comprar, já que todo o conteúdo estará estruturado de uma maneira bem lógica e didática. Então, você compra o curso e recebe o acesso imediatamente e já pode assistir às aulas.

É assim que funciona a venda de produtos digitais.

É bem trabalhoso produzir um material como esse, já que é preciso fazer muita pesquisa e ter cuidado na preparação do material. Mas pense bem: depois da fase de desenvolvimento do conteúdo, a pessoa que construiu e vendeu esse curso só precisa dar suporte aos alunos e tirar suas dúvidas.

Agora tente se imaginar vendendo um infoproduto seu. Depois de finalizar o produto, você o hospeda em uma plataforma e faz o lançamento por meio de redes sociais, site, blog e outros canais.

Com um bom trabalho de marketing digital, você pode vender o material regularmente e ter uma renda passiva. Nada mal, né?

Dica: faça nosso curso de marketing digital gratuito e em português e aprenda a divulgar seu produto digital!

Para você conhecer melhor esse mercado de infoprodutos, vamos ver quais são os formatos mais comuns?

Quais são os produtos digitais mais vendidos?

Quais são os produtos digitais mais vendidos?

Os produtos digitais podem ter vários formatos, e é preciso escolher o mais adequado para o que você vai criar. A seguir, veja algumas opções.

Produtos digitais no formato de e-book

Um dos formatos mais usados é o PDF, que permite ao comprador consumir o material no computador, no tablet e no celular.

Mas também é possível disponibilizar o conteúdo em formatos como MOBI e EPUB. Assim, ele pode ser aberto em leitores digitais, como o Kindle da Amazon. Se você ainda não conhece esse dispositivo, saiba que muita gente gosta dele por causa do conforto e da praticidade que ele oferece na leitura.

Produtos digitais no formato de curso online

Os cursos online também são muito procurados. Por meio deles, é possível aprender praticamente qualquer coisa, e deve ter muita gente interessada no conhecimento que você tem aí na sua mente.

É verdade que é possível estudar gratuitamente por meio de bons canais no YouTube. Mas esses canais têm um defeito: eles não estruturam o conteúdo de uma maneira lógica e didática.

Um dia o produtor de conteúdo posta uma dica; outro dia ele fala sobre uma curiosidade. Assim, o conhecimento fica fragmentado e não promove a evolução de quem está assistindo.

É justamente aí que está o ponto forte dos melhores cursos online: com eles, o aluno estuda o assunto desde os fundamentos até os tópicos mais avançados.

Por isso, não ache que seu curso não vai ser procurado só porque já existem canais no YouTube abordando (de graça) o assunto sobre o qual você entende. Um conteúdo bem estruturado tem muito valor, e esse é um dos principais diferenciais dos produtos digitais.

Produtos digitais no formato de áudio

Um formato bem popular de produto digital é o podcast. Há pessoas que gostam de ouvir esse tipo de conteúdo quando estão indo para o trabalho, quando estão na academia ou mesmo quando estão cuidando de algumas tarefas em casa.

Você pode hospedar os episódios de um podcast no seu site. Nesse caso, é possível criar uma área exclusiva para assinantes e disponibilizar o conteúdo apenas para essas pessoas.

Inclusive, há influencers que usam uma estratégia interessante: parte do conteúdo é gratuito e qualquer pessoa pode consumi-lo, enquanto a assinatura é destinada a pessoas que querem se aprofundar em um tema e até mesmo apoiar o produtor de conteúdo.

Nós queremos que você tenha sucesso no seu trabalho online e consiga ganhar dinheiro na internet, e é por isso que vamos explicar agora como criar um produto digital. Depois você vai aprender a fazer o licenciamento de produtos digitais, o que é ótimo para quem não está em condições de produzi-los por conta própria.

Como criar um produto digital?

Como criar um produto digital?

Agora que você já tem uma boa visão dos produtos digitais, é hora de aprender a criá-los.

Como criar um produto digital: identifique um assunto que você entende bem

Para criar um bom produto digital, é preciso escolher um tema que você conheça de maneira profunda; por isso mesmo, uma opção seria abordar um assunto dentro da sua área de formação, já que a universidade proporciona um volume incrível de conhecimento.

Acontece que a gente não aprende só na universidade. Há pessoas que se tornaram experts em determinadas áreas sem fazer um curso universitário. Experiência de vida, livros e cursos livres proporcionam muito conhecimento, e esse conhecimento pode ser estruturado em produtos digitais.

Sendo assim, escolha um tema com o qual você tenha intimidade e parta para o próximo passo.

Como criar um produto digital: veja se há demanda

É verdade que podemos encontrar pessoas interessadas em praticamente qualquer assunto. No entanto, concorda que alguns temas são mais populares que outros? Pensando nisso, é melhor pesquisar se o assunto que você escolheu é bastante procurado pelo público.

Você pode usar ferramentas como o Google Trends e acompanhar o tema nas redes sociais. Veja o que as pessoas estão comentando e procure entender se há uma demanda razoável para produtos digitais que abordam o tema que você escolheu.

Como criar um produto digital: defina qual será o formato

É bom analisar os prós e os contras de cada formato. Por exemplo, os e-books podem ser produzidos com menos tempo e recursos. Depois que o conteúdo é escrito, é preciso diagramá-lo e transformá-lo em um material bonito, mas o trabalho nem se compara com a produção de um curso.

Um curso online requer a produção de roteiros para as aulas, além de uma estrutura que inclui cenário, iluminação, câmera, microfone e cabos. A edição também envolve um trabalho significativo, de modo que você precisa saber usar um bom software de edição de vídeos ou terceirizar essa fase do projeto. Está vendo que é trabalhoso produzir um curso, né?

Com um e-book, você pode começar a vender antes, mas esse formato não tem tanto valor agregado quanto um curso, cuja produção leva mais tempo, mas pode proporcionar uma renda bem maior.

Leve em conta esses e outros fatores envolvidos na criação de produtos digitais. Assim, você conseguirá escolher um bom formato para o seu conteúdo.

Como criar um produto digital: descubra quem é a persona

Em seguida, defina quem é a persona do seu infoproduto. 

Você já conhecia esse termo? Persona é um personagem semi-fictício que representa o cliente ideal.

O perfil de uma persona deve conter:

  • nome;
  • gênero;
  • idade;
  • profissão;
  • gostos;
  • problemas;
  • como o infoproduto pode ajudá-la;
  • quanto ela está disposta a pagar;
  • entre outras características.

Para ficar mais fácil, você pode até usar ferramentas como o Fantástico Gerador de Personas. Essa etapa do projeto é essencial quando se trata de produtos digitais, já que, definindo uma persona, você terá um bom direcionamento para desenvolver e divulgar o infoproduto.

Como criar um produto digital: comece a produzir

Depois de dar os primeiros passos, é só começar a criar. Se o formato escolhido for o de e-book, defina a estrutura do conteúdo de uma maneira didática e inicie a escrita.

No caso de um curso on-line, você provavelmente precisará escrever os roteiros, ou talvez contratar alguém que faça isso. É claro, também é possível gravar as aulas sem usar roteiros, mas é importante cuidar para que elas sejam dinâmicas e instrutivas, certo?

Enquanto você estiver desenvolvendo o infoproduto, estabeleça uma rotina para garantir uma boa produtividade e evitar que outros compromissos prejudiquem seu trabalho.

Onde vender produtos digitais?

Agora você sabe como criar um produto digital, mas é preciso saber vendê-lo, concorda? A boa notícia é que não é necessário desenvolver um site complexo para colocar seu e-book ou curso nele. Uma opção interessante é hospedar o material em uma plataforma voltada para produtos digitais, como a Hotmart, a Monetizze e a Eduzz.

Uma das vantagens de fazer isso é poder incluir o curso ou e-book em um programa de afiliados. Assim, outras pessoas podem divulgar o infoproduto e receber uma comissão a cada venda, o que geralmente contribui para um grande alcance.

Naturalmente, não é preciso depender só de afiliados para vender produtos digitais. Você pode criar uma estratégia de marketing e usar site, blog, redes sociais e anúncios pagos para divulgar seu infoproduto.

Outra opção interessante seria recorrer ao marketing de influência no Instagram. Talvez você consiga encontrar um influencer para ajudar na divulgação do infoproduto. Mas tenha o cuidado de analisar os públicos do produto e do influenciar para garantir que haja compatibilidade, ok?

Como licenciar produtos digitais?

Como licenciar produtos digitais?

Acabamos de falar sobre como criar um produto digital, mas pode ser que esse tipo de projeto não esteja ao seu alcance — pelo menos por enquanto. Será que isso significa que você não pode trabalhar com produtos digitais?

Pelo contrário! Você poderia recorrer ao licenciamento de produtos digitais, uma alternativa que ainda não é tão difundida aqui no Brasil. Ele consiste no seguinte: você encontra um produto estrangeiro, compra o material e o direito de modificá-lo e distribuí-lo e, por último, o hospeda em uma plataforma de infoprodutos.

Um termo muito usado em referência ao licenciamento de produtos digitais é Private Label Rights (PLR), ou Direitos de Marca Própria. Trata-se de uma licença em que você compra um produto digital e pode modificar e vender o conteúdo, além de ficar com todo o lucro.

Buscando o termo “PLR products” no Google, você encontrará plataformas como PLR Database, BestDealPlr e PLRProducts. Navegue no acervo desses e de outros sites e procure produtos digitais de qualidade, sempre prestando muita atenção nas regras de uso do material.

Produto digital comprado, é hora de torná-lo legível para o pessoal daqui do Brasil. No caso de e-books, você criará uma versão em português e, no caso de cursos, será preciso gerar legendas. É fundamental produzir um texto praticamente perfeito para garantir a fidelização dos clientes. Para isso, é bom que sua equipe tenha profissionais especializados em tradução e revisão!

Quando o material estiver pronto, é só hospedá-lo em uma plataforma de produtos digitais.

Produtos digitais ou físicos: qual é a melhor opção para você?

Viu como é interessante o mundo da criação de infoprodutos? 

Acontece que, mesmo com a possibilidade de recorrer ao licenciamento de produtos digitais, talvez você ainda sinta que esse modelo de negócio não é a melhor opção para o seu caso.

Não se preocupe, já que existem outras formas de trabalhar pela internet. Por exemplo, você poderia criar uma loja de produtos físicos e escolher um método que não exija um alto investimento nem consuma muito tempo do seu dia.

Nesse caso, o dropshipping é a opção que muitas pessoas preferem. Com ele, você não precisa ter um estoque, já que os produtos são enviados diretamente pelo fornecedor para a casa do cliente. Quem sabe esse modelo de negócio pode dar certo no seu caso?

infográfico explicando como funciona o Oberlo

Dica: faça nosso curso de dropshipping gratuito e em português para entender como funciona!

Produtos digitais: conclusão

Produtos digitais são uma maneira muito interessante de ganhar dinheiro na internet. Depois do trabalho inicial de produzir o conteúdo — no formato de e-book ou curso online, por exemplo —, esse material se torna uma fonte de renda que pode recompensar muito bem o seu esforço.

Quer mais ideias de como ganhar dinheiro sem sair de casa? Confira nosso artigo sobre como ganhar dinheiro na internet!

Quer saber mais?

Conteúdos relacionados